EU... Eu, eu mesmo... Eu, cheia de todos os cansaços, Quantos o mundo pode dar. — Eu... Afinal tudo, porque tudo é eu, E até as estrelas, ao que parece, Me saíram da algibeira para deslumbrar crianças... Que crianças não sei... Eu... Imperfeita? Incógnita? Divina? Não sei... Eu... Tive um passado? Sem dúvida... Tenho um presente? Sem dúvida... Terei um futuro? Sem dúvida... A vida que pare de aqui a pouco... Mas eu, eu... Eu sou eu, Eu fico eu, Eu... (Fernando Pessoa)

18 de janeiro de 2011

... esta escrito nas estrelas !!!

Amo sim… namoro sim… apaixono-me sim… não me vejo no BDSM como uma maquina de produzir dor nem meu escravo um saco de pancadas. Sou uma sádica erótica, lógico que meu sadismo unicamente esta restrito ao meu erotismo caso contrario seria uma patologia muito seria digna de segregação social. Sou humana, permito-me ser arrebatada pelo amor… não tenho vida dupla, meus escravos SEMPRE são meus namorados eu os chamo de ESCRAVORADOS. Não faço “seções” avulsas com meros desconhecidos, não tiro “duvidas” nem mostro o “caminho do BDSM” pq sabemos que nascemos assim... não existe RAINHA, DOMME, MISTRESS que possa ensinar a um ser humano A GOSTAR DE SER MASOQUISTA, A EXCITAR-SE POR SER PODOLATRA, A SER SUBMISSO, NEM A SER FEITICHISTA se estes desejos não forem intrínsecos.

Comigo, primeiro vem o coração, a emoção, a paixão… depois o sexo, caso contrario não há a menor possibilidade de relacionamento e envolvimento.

Quando me verem na rua, em uma balada, em um restaurante, em um shopping, acompanhada, abraçada, beijando na boca... com certeza esse homem é meu escravo... mas prestem atenção, muita atenção no comportamento dele... ele estará sempre de cabeça baixa, olhos baixos, sem olhar para os lados, estará ali para meu prazer, para servir-me, para meu deleite como uma peça em exposição ao mundo livre, meu acessório, meu adereço, meu complemento masculino.

Digo-lhes que estará sem dúvida penetrado e/ou usando cinto de castidade, encontrar-se-á portando uma coleira de passeio muito discreta, muito bonita, singela e delicada, com as minhas iniciais quer seja do meu nome verdadeiro ou com o meu nome de RAINHA. Levo-o para sair comigo para que me seja útil nas pequenas ou grandes necessidades, que seja para minha serventia, nos serviços estressantes, seguindo induvidavelmente minhas ordens: escolher uma mesa propicia, encher meu copo, servir-me a mesa, ficar como um guerreiro a postos pronto para defender-me do mundo exterior, esperar em filas quaisquer que elas sejam, pesar e escolher produtos e gêneros alimentícios em feiras e super mercados... não lhe faltara serviços e atribuições. Os cães merecem passear, saem com suas donas, pois lhes são extremamente fieis.

Pois é... beijo na boca sim... faço AMOR sim... faço sexo oral sim ... pq gosto de fazer, pq quero fazer... pq a finalidade precípua do homem é ser usado sexualmente e propiciar orgasmos múltiplos a classe feminina. Não vejo BDSM sem sexo, sem amor, sou UMA RAINHA e tenho um escravo com quem vou fazer sexo??? com o vizinho baunilha??? passarei a ter um sexo burocrático, enfadonho, sem graça, por que dizem que RAINHAS não se misturam com escravos... mas se misturam com BAUNILHAS machistas??? realmente não entendo... Às vezes faço amor baunilha com meu escravo durmo de conchinha, abraço, beijo muito... isso quando estou muito cansada, exausta pq BDSM é delicioso é o maná dos deuses é o mundo do glamour e a estrada para o prazer absoluto...mas é um tira e bota, e vira e meche, e bate e cansa, e conta e agradece, amarra e desamarra, e prende e solta !!! Quem nunca perdeu a chave de um cadeado?? quem nunca errou em uma posição e ter que recomeçar todo o procedimento mais uma vez... quem nunca escorregou em um trampling???quem nunca se atrapalhou com cordas e teve que refazer tudo nó por nó... quem nunca derrubou o escravo preso atado nos mais lindos e complicados nós... Vou ordenar ao meu escravo???!!! Faça self bondage... !!!??? qual o graça??? qual a excitação minha e para meu escravo !!?? sozinho por sozinho ele faz na casa dele, não se faz necessária UMA RAINHA ....e quando o imobilizamos e depois vemos que não existe espaço para um gesto se quer .. muito menos o do SAFEWORD que dirá meios do escravo expressar-se por palavras. Privação de sentidos é para isso... total incomunicabilidade com o mundo externo é ele com ele mesmo e se ele não agüentar?? algo mais perverso que o silencio e a quietude da reflexão mental... quem sabe quais dos fantasmas lhe irão aparecer que lhe irão se apresentar, novos, velhos, inominados... ??? faz-se necessária extrema responsabilidade e extraordinária observância a TUDO... ininterruptamente estar atenta !!! ser DONA não é só ter, só possuir... é o cuidar, é ser diligente, é zelar por sua propriedade... não é pq o escravo esta agüentando, gostando, esta ótimo... para ele concomitantemente esta excitante para a rainha esta delirante os orgasmos involuntários estão acontecendo que se deve continuar e se for em uma situação de alto risco ??? !!! onde a carne pode não mais sustentar a dor e a tensão ou que marcas permanentes possam acontecer e é esse é um dos limites do escravo etc.??? ... nãooo de forma alguma.O escravo colocou sua vida em minhas mãos, permitiu, consentiu, confiou e deixou-se imobilizar, é uma responsabilidade enorme... tudo isso se chama confiança, entrega, sem medo ou receio... nossa e como pesa tamanha responsabilidade !!!


Rainha Victoria Catharina

9 comentários:

Felídeo disse...

Baunilha é como clínica geral, BDSM é uma especialidade.

O que descreveu nada difere da vida convencional (baunilha), excepto o BSM (a especilidade "clínica") porque, há sempre um Dominador numa relação. Quer seja ele ou ela, o submisso, está sempre à mercê das vontades do outro, e isso lhe dá prazer.

Achei curioso, você como Rainha, dizer que seu escravo para o ser, tem de ser seu intimamente, o que subscrevo. Sabe tanto ou, porventura, melhor que eu que um grande número de quem se intitula Dominadora, Mistress, Rainha, etc. dizem o contrário, serão assexuadas?! Não, não acho que sejam, nem acho que não façam sexo com seus escravos, basta ficarem excitadas, masturbarem-se ou qualquer outra coisa que lhes faça aumentar a libido,estão a fazer sexo.

Anônimo disse...

Rainha Victoria, sou uma Rainha iniciante, mas cada palavra descrita por você em que fui lendo, era como se estivessem saindo de dentro de mim. Sei que sou apenas uma iniciante, e tive apenas um escravo, o qual me levou a conhecer este mundo maravilhoso do BDSM, mas é assim como Voce que me sinto, e é assim que quero continuar a ser, uma Rainha severa, porém sem perder a docura da mulher.

{umbra}_MD disse...

Rainha Victória,
seu post,gostei imenso.
Demonstra que uma Domme/Dom,não tem de ser apenas quem castiga,quem dá ordens e sempre de cara fechada.

Bem pelo contrário.
Na minha humilde opinião,
é tudo isso sim,mas..tambem é quem cuida,quem protege...

Cumprimentos de Mestre Disciplinador e Sua umbra.

{umbra}_MD

ACM disse...

Cara amiga de sempre.

Bom, que fique claro minha admiração por você, principalmente pela conduta que anda em falta hoje em dia...

Achei ilustrativo e importante o texto, demonstra o BDSM sem rótulos, com conhecimento suficiente de quem sabe o que quer e o que lhe dá prazer.

Esse negócio de achar que BDSM é cena é como chupar bala com papel. Tem que rolar a química sim, embora poucos admitam por puro medo de se embrenhar numa teia, afinal, é muito fácil ser BDSM na tela e baunilha em casa.

Sempre que posso te leio e te devoro, mesmo sabendo que a nossa submissão não existiu nem em vidas passadas.

Um detalhe: como um bom bondagista dominante eu também escolheria pra você o melhor lugar e te serviria com prazer. Ainda que não imagine ser escravo, me derreto pelo sexo feminino e por pessoas como você!

Beijo grande
De seu amigo ACM:)

cavaleiro.solitario.vc Capitão da Meia Noite disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cavaleiro.solitario.vc Capitão da Meia Noite disse...

Minha Eterna Rainha,
Minha Dona.Minha Mulher:Completa. Toda.Perfeita.Inteira.Sempre.
Amo-te
Amar-te-ia
Amar-te-ei

Miss Tery disse...

Oi RVC

Nossa, essas palavras eu queria ter dito.. sinceramente.. expressou aqui o meu pensamento.. como eu vejo o BDSM..

Me daria licença, de colocar esse seu post, com o devido crédito, no meu Blog???

Espero sua resposta, aki mesmo.. rs

Adorei muito.. bom saber q não não estou sozinha nesse pensamento.. mas se estivesse, não estaria nem ai.. kkkkkkkkk

{Malú}_MTONNY disse...

Comigo, primeiro vem o coração, a emoção, a paixão… depois o sexo, caso contrario não há a menor possibilidade de relacionamento e envolvimento.
Frase perfeita, somos mulheres antes de sermos top ou submissas e todas nós queremos o envolvimento sentimental antes de quaquer outra coisa, foi muito feliz em seu poste, o importante é ser feliz e q kda um faça de sua relação D/s da forma q lhe agradar, cartilha? isso não serve no caso onde existe emoção e BDSM é pura paixão...um bj e já lhe seguindo.

Sir Smith disse...

Rainha Victória, suas palavras me deixaram emocionado de verdade, me inundaram o coração de ternura e esperança. Percebi que tinha uma idéia muito equivocada sobre BDSM. NUnca pude imaginar tamanha dedicação e cuidado de uma Rainha Domme para com seu servo, muito mais carinho e atenção que relacionamentos mais convencionais. Espero um dia ser abençoado dessa forma, poder conhecer e me envolver com uma pessoa tão firme , tão segura. Sempre fui naturalmente servil às mulheres, mas ultimamente me dei conta de que são poucas as "rainhas" que merecem minha servidão. Muitas estão equivocadas e simplesmente usam o BDSM como forma de vingança perante suas próprias frustrações sentimentais. A verdadeira Rainha escolhe cuidadosamente a quem dominar e tampouco envolve dinheiro nessas relações. Senão qual seria a diferença entre esta e uma garota de programa fetichista ?

Adorei cada palavra que li, conquistou mais um admirador com muito carinho . No mundo faltam pessoas como você, especiais, autênticas, inspiradoras .

Beijos e carinhos à vontade

"Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é..." Catetano Veloso

"Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é..." Catetano Veloso

Musica em minha vida para tocar a tua!

"A vida:... uma aventura obscena de tão lúcida..." Hilda Hist

"És um dos deuses mais lindos...Tempo tempo tempo tempo..." Caetano Veloso

"SOU METAL, RAIO, RELÂMPAGO E TROVÃO..." Renato Russo

"SOU METAL, RAIO, RELÂMPAGO E TROVÃO..." Renato Russo
RAINHA VICTORIA CATHARINA

"De seguir o viajante pousou no telhado, exausta, a lua." Yeda P. Bernis

"Falo a língua dos loucos, porque não conheço a mórbida coerência dos lúcidos" Fernando Veríssimo

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós."